Saúde

Especialização em Psicologia Hospitalar

Especialização em Psicologia Hospitalar

Apresentação

O curso possui conteúdo programático pautado no processo saúde-doença-cuidado-morte e no reconhecimento da influência de aspectos subjetivos na evolução da doença e adesão ao tratamento. Destaca-se a experiência de adoecimento em contextos hospitalares, sendo a participação do psicólogo em equipes multiprofissionais de saúde, que atuam em diferentes setores do ambiente hospitalar, imprescindível para a promoção da qualidade da atenção integral à saúde de pacientes, seus familiares e demais profissionais da assistência. Nosso corpo docente é formado por especialistas, mestres e doutores, com reconhecida experiência profissional no cuidado em contextos de alta complexidade.

APRENDA NA PRÁTICA

  • Utilização de metodologias ativas, com foco no estudo de casos clínicos e na resolução de situações-problema;

  • Ênfase na articulação teórico-prática e em atividades de pesquisa;

  • Realização de estágio supervisionado (Casa de Apoio Solange Fraga, Clínica Florence e Hospital Santa Izabel);

  • Desenvolvimento de competências para delimitar e manejar as queixas e demandas subjetivas de pacientes hospitalizados, com doenças agudas ou crônicas, e dos seus familiares.

Matriz Curricular

Módulo 1
C.H. Teórica
C.H. Prática

Carga Horária

Práticas em Saúde Baseada em Evidências
15h
0h
Apresentar os princípios da Prática Baseada em Evidências (PBE) e como o profissional de saúde pode utilizá-los para a tomada decisões clínicas sábias.
Introdução à Psicologia Hospitalar
15h
0h
Aspectos históricos e sociais do nascimento do Hospital. Subjetividade e processo de adoecimento. Noção de saúde e doença para o trabalho do psicólogo com pacientes afetados organicamente. Inserção do psicólogo no contexto hospitalar. Panorama e perspectivas da Psicologia Hospitalar. Atenção integral à saúde e equipe multiprofissional: abordagem multidisciplinar, interdisciplinar e transdisciplinar. O registro do atendimento psicológico em prontuário.
Psicopatologia e Psicofarmacologia
15h
0h
Fundamentos da psicopatologia e sua aplicação no âmbito hospitalar. Diagnóstico das estruturas clínicas: neurose, psicose, perversão. Saúde mental no Hospital Geral: interconsulta em psicologia e psiquiatria nas Unidades de Emergência, Enfermaria e UTI. Reflexão crítica sobre o uso do CID/DSM. Efeitos das drogas sobre as funções psicológicas (alterações de humor, emoções, coordenação psicomotora). Uso do fármaco nos transtornos psiquiátricos.
Reações Psicológicas à Doença e à Hospitalização: o paciente e sua família
15h
0h
Fatores psicossociais no aparecimento e evolução dos processos orgânicos. Impacto psicossocial do adoecimento sobre o paciente e sua família. Peculiaridades das repercussões psicológicas das doenças agudas e crônicas para o paciente e ciclo de vida familiar. Desafios psíquicos do processo de hospitalização. O papel do psicólogo hospitalar na abordagem ao paciente e à família.
Módulo 2
C.H. Teórica
C.H. Prática

Carga Horária

Aspectos Psicológicos da Dor
15h
0h
Evolução histórica do conceito de Dor. Da Fisiopatologia aos principais tratamentos: como os aspectos psíquicos interferem no adoecimento. Protocolo Psicológico de atendimento ao paciente com dor crônica. Principais transtornos psiquiátricos relacionados à dor crônica. O desafio de tratar alguém com dor: como a equipe lida com isso. Família e adoecimento. Dor e cuidados paliativos.
Técnicas de Avaliação Psicológica e Psicoterapia no Contexto Hospitalar
15h
0h
Avaliação psicológica no Hospital Geral: escolha, aplicação e interpretação de técnicas para definição do plano terapêutico. Exame psíquico, estado emocional geral, influência da história de vida no processo de hospitalização, impacto psicossocial do adoecimento. Compreensão e adesão ao tratamento: avaliação psicológica, fatores de risco, identificação das principais demandas e condutas. Como lidar com as dificuldades durante a avaliação psicológica: peculiaridades do contexto hospitalar. Conhecimento técnico-científico da equipe multiprofissional versus conhecimento subjetivo do paciente e/ou familiar. Entrevista, psicoterapia breve e focal, grupo terapêutico. Utilização de escalas e inventários no hospital. Registro em prontuário, devolutiva ao solicitante: o que informar?
Módulo 3
C.H. Teórica
C.H. Prática

Carga Horária

O Psicólogo como Membro da Equipe Multidisciplinar: Enfermaria
15h
0h
Estudo de aspectos psicossociais do paciente hospitalizado em Enfermaria e seus familiares. Repercussões psicológicas da longa internação para paciente e família. Identificação de estratégias para atenção psicoeducativa no contexto da Enfermaria, com ênfase na reabilitação psicossocial e reflexão/mudança de estilo de vida pós-alta. Atuação do psicólogo junto a equipe multidisciplinar.
O Psicólogo como Membro da Equipe Multidisciplinar: UTI
15h
0h
O processo que envolve o adoecimento, hospitalização e morte sofreu mudanças substanciais com o advento das UTIs. Novos paradigmas, novas subjetividades. Esse espaço biotecnológico contrasta com a fragilidade humana, realçando o desamparo estrutural e produzindo marcas corporais que prescindem de história, enredo e contorno. A UTI, com todo seu aparato tecnológico, trouxe possibilidades impensáveis para o tratamento de doenças graves. Contudo, esses avanços lançaram novos problemas sobre a clínica do limite terapêutico. É lícito pensar na vida interligada a aparelhos para respirar, drogas vasoativas para manter o coração batendo, hemodiálise para manter a função do rim e tantas outras infinidades que visam protelar a prazo largo a condição maquinaria do homem gravemente enfermo? Quando decidir pelas medidas de conforto que regulam o conceito de boa morte e de dignidade? Como evitar a distanásia? Como a psicologia colabora nessas trajetórias? Quais as intervenções psicológicas possíveis nas Unidades de Terapia Intensiva?
Psico-oncologia
15h
0h
Debate a partir de bases empíricas e teóricas produzidas no âmbito da Psicologia da saúde, da psicologia Hospitalar e da Psico-Oncologia, com temas como humanização, família, psico-oncologia pediátrica, câncer: prevenção e tratamentos, cuidados paliativos, comunicação de más notícias, luto e morte. O objetivo é assimilar conhecimentos básicos em diversos campos da Psicologia hospitalar, visando fornecer aos estudantes uma análise integrada dos processos psicológicos que ocorrem com os pacientes oncológicos, suas famílias/ redes de apoio e equipe de saúde. A compreensão sobre as particularidades, possibilidades e limites da Psico-Oncologia favorecem um melhor manejo no decorrer do acompanhamento dos pacientes oncológicos, considerando o caráter crônico da doença, seu estigma social e o longo itinerário terapêutico.
Intervenções Cirúrgicas no Corpo e Suas Ressonâncias Psíquicas
15h
0h
Reflexões sobre o corpo na psicanálise e sua relação com o adoecimento, a dor e a imagem corporal. Avaliação psicológica para cirurgias e acompanhamento pré, inter e pós-operatório. Inserção do psicólogo na equipe de cirurgia. Complicações psíquicas no pós-operatório. Interfaces da psicossomática psicanalítica com a clínica do adoecimento.
Módulo 4
C.H. Teórica
C.H. Prática

Carga Horária

Perinatologia e Neonatologia: Enfermaria e UTI
15h
0h
Teoria e desenvolvimento de habilidades práticas para atuação junto a gestantes, parturientes e mãe/bebê, em diferentes contextos. Capacitação para realização do pré-natal psicológico, atendimento psicológico da gestante e do bebê de risco e aplicação de indicadores perinatais de risco ao desenvolvimento infantil.
Atendimento Psicológico à Criança e ao Adolescente em Adoecimento
15h
0h
Abordagem frente às crianças e aos adolescentes em adoecimento: possibilidades e limites da intervenção psicológica. Impacto e atendimento psicológico aos familiares. Avaliação psicológica e definição da abordagem psicoterapêutica e psicoeducativa com pacientes, familiares e cuidadores. Intervenções ludoterapêuticas e psicoeducativas. Brinquedoteca e contação de histórias.
Velhice, Doença e Hospitalização
15h
0h
Introdução aos fundamentos da psicologia do envelhecimento; discussão sobre o tema e saúde no Brasil. Doença de Alzheimer e outras demências degenerativas. Delirium, depressão, ansiedade e suicídio. Estudo das principais questões relacionadas a bioética e velhice. Reabilitação em gerontologia e suporte social ao idoso dependente.
Módulo 5
C.H. Teórica
C.H. Prática

Carga Horária

Clínica do Suicídio
15h
0h
Estudar o fenômeno do suicídio a partir dos seus aspectos multifatoriais, visando instrumentalizar o profissional a adotar uma abordagem mais técnica e ética com sujeitos que tentam o suicídio, bem como aprofundar as especificidades desta clínica e o manejo desses pacientes tomando a psicanálise como referencial teórico.
Cuidados Paliativos
15h
0h
Cuidados paliativos e os fundamentos que os constituem. Abordagens e intervenções multinterdisplinar, com ênfase para a atenção psicológica e psicossocial dirigidas a pessoas com doenças ameaçam a continuidade da vida e aos seus familiares. Comunicação difícil em saúde.
Morte e Luto
15h
0h
Na formação generalista do psicólogo, evidencia-se a necessidade de abordar e desenvolver temas relativos à morte e luto, não contemplados no currículo regular embora fundamental para conhecimentos e desdobramentos na ciência e na profissão. Morte e luto são tabus na sociedade contemporânea e ao profissional psicólogo cabe uma postura aberta e inquisidora diante deles, de modo a possibilitar uma atuação livre de preconceitos, crítica e construtiva, ciente dos direitos na sociedade atual, a configuração de novos campos de atuação profissional, requeridos na prática profissional. Ao final deste curso, espera-se que os alunos possam: - discutir questões contemporâneas relativas a morte e ao luto. - dispor de conhecimentos para aplicação na área hospitalar. - identificar seu papel profissional como psicólogos na utilização dos conhecimentos em âmbito multiprofissional. - conhecer posições pessoais e experienciais quanto a morte e ao luto
Cuidando do Profissional de Saúde
15h
0h
Estratégias de prevenção, detecção e cuidado do sofrimento psíquico entre as esquipes de saúde, pelo psicólogo hospitalar. Como fazer encaminhamentos, organizar e conduzir grupos “cuidando de quem cuida”. Outras práticas de cuidado em grupo, e individual, voltadas para o sofrimento psíquico das equipes de saúde: psicoterapias, atividades físicas, meditação, relaxamento.
Estágio Curricular Obrigatório
0
126h

Coordenação

  • Ana Clara Bastos (Doutorado)
    Psicóloga clínica e docente em graduação e pós-graduação. Mestre e Doutora em Psicologia do Desenvolvimento pelo Instituto de Psicologia da UFBa. Especialista em "Psicologia Sistêmica e Terapia Familiar", assim como em "Teoria, Pesquisa e Intervenção em Luto" (Instituto Quatro Estações - SP). Possui experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia do Desenvolvimento Humano e Terapia Familiar Sistêmica, Psicologia da Saúde e Hospitalar, Luto e Avaliação de Políticas Públicas.
  • Leila Pinto (Doutorado)
    Enfermeira, graduada Faculdade de Enfermagem da Universidade Católica do Salvador (UCSal). Doutora e Mestre em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP-SP). Especialista em Pediatria e Puericultura pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Editora de livros, dentre eles o Manual Básico Acessos Vasculares, responsável pelo primeiro curso de PICC do Hospital Albert Einstein e revisora do Journal of Infusion Nursing, da revista Einstein e da Revista Brasileira de Enfermagem. Atuou como avaliadora de residência multiprofissional em saúde do Ministério da Educação (MEC).

E-mail: posempsicologia1@faculdadesantacasa.edu.br

Docentes

  • Ana Clara Bastos (Doutorado)
    Psicóloga clínica e docente em graduação e pós-graduação. Mestre e Doutora em Psicologia do Desenvolvimento pelo Instituto de Psicologia da UFBa. Especialista em "Psicologia Sistêmica e Terapia Familiar", assim como em "Teoria, Pesquisa e Intervenção em Luto" (Instituto Quatro Estações - SP). Possui experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia do Desenvolvimento Humano e Terapia Familiar Sistêmica, Psicologia da Saúde e Hospitalar, Luto e Avaliação de Políticas Públicas.
  • Ana Cláudia Arantes (Especialização)
  • Ana Lúcia Freitas (Especialização)
  • Andréa Diniz (Mestrado)
  • Bárbara Rodrigues (Especialização)
  • Fernanda Brain (Especialização)
  • Gilmara Rodrigues (Especialização)
  • Karine Sepúlveda (Mestrado)
  • Leila Pinto (Doutorado)
    Enfermeira, graduada Faculdade de Enfermagem da Universidade Católica do Salvador (UCSal). Doutora e Mestre em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP-SP). Especialista em Pediatria e Puericultura pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Editora de livros, dentre eles o Manual Básico Acessos Vasculares, responsável pelo primeiro curso de PICC do Hospital Albert Einstein e revisora do Journal of Infusion Nursing, da revista Einstein e da Revista Brasileira de Enfermagem. Atuou como avaliadora de residência multiprofissional em saúde do Ministério da Educação (MEC).
  • Lucas Alves Pereira (Mestrado)
  • Maria Helena Franco (Doutorado)
  • Martha Castro (Doutorado)
  • Sheyna Vasconcelos (Mestrado)
  • Soraya Carvalho (Especialização)
  • Suzane Bandeira (Mestrado)
  • Tarcísio Andrade (Doutorado)

Investimento

Condições especiais até 10/09. Valores para pagamento até o vencimento. 

Matrícula: de R$ 650,00 por R$ 325,00

Parcelas (16): de R$ 650,00 por R$ 520,00

Documentos para Matrícula

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • 1 foto 3x4 recente e colorida;
  • Diploma da Graduação ou Certificado de Conclusão do Curso com comprovação de solicitação do Diploma;
  • Carteira do Conselho.
Inscreva-se aqui
Inscreva-se aqui
Sobre o curso:
Pós-Graduação - Saúde
Presencial
Duração: 17 meses
Carga Horária: 381 horas
Estágio: 126 horas

Encontros Mensais

Sábado: 8h às 12h e 13h às 19h | Domingo: 8h às 13h

Público Alvo:

Graduados em Psicologia

Professoras Leila Pinto e Ana Clara Bastos
Inscreva-se aqui
Quero mais informações